Clube de Automóveis Antigos de Santos

Apresentação de fotos do CAAS Apresentação de fotos do CAAS Apresentação de fotos do CAAS Apresentação de fotos do CAAS Apresentação de fotos do CAAS

Curiosidades

29 de janeiro = Aniversario do primeiro carro.

Inserida em: 31/01/2011 Voltar

29 de janeiro = Aniversario do primeiro carro.

É impossível definir quem inventou o automóvel, uma criação de muitos pais. Mas dá para dizer que hoje faz 125 anos a primeira “certidão de nascimento” de um carro viável a gasolina.
Foi concedida em 29 de janeiro de 1886 ao alemão Karl Benz a patente de um triciclo motorizado. O veículo era muito avançado para a época, pois motor, chassi e transmissão foram feitos para trabalhar integrados. Até então havia apenas carruagens com propulsores adaptados.
Entusiasta do ciclismo, Benz se inspirou nas bicicletas ao usar um quadro de aço, rodas raiadas e corrente de transmissão. O impulso ficava a cargo do motor de um cilindro e 954 cm³, com 0,75 cv a 400 rpm. Potência que o levava até 16 km/h. Um dos destaques era a ignição elétrica, com bateria, bobina e vela.
Também em 1886, Daimler fez sua carruagem motorizada (foto Nicolas Borges/AE)
Antes de Benz, outro alemão já fazia história. Gottlieb Daimler patenteou em 3 de abril de 1885 um motor monocilíndrico de 462 cm³ e 1,1 cv a 650 rpm. Apelidado de “Relógio do Avô”, pela forma vertical que lembrava os relógios domésticos de então, o propulsor equipou – em versão menor, de 264 cm³ e 0,5 cv – no mesmo ano o chamado “carro de montar”, que se tornaria a primeira motocicleta do mundo. E em 1886, o engenho propeliu o primeiro automóvel funcional a gasolina de quatro rodas.
O papel da França  Na França também havia engenheiros envolvidos em construir automóveis com motor de combustão interna. Um deles foi o belga Jean-Joseph Étienne Lenoir. Radicado em Paris, em 1863 ele criou o triciclo Hippomobile, com motor de dois tempos de 1,5 cv. O veículo levou três horas para fazer uma viagem de 22 km.

O Hippomobile do belga Lenoir rodou em 1863, um ano antes, o francês Alphonse Beau de Rochas inventou o princípio do ciclo de quatro tempos. Entretanto, ele não chegou a construí-lo. E em 1884, outro francês, Édouard Delamare-Deboutteville, patenteou seu carro movido a gasolina. Mas o funcionamento era muito falho.
Alemão esquecido; ao contrário de seus compatriotas, há um alemão que acabou esquecido, como os franceses. Radicado em Viena, capital do então desenvolvido Império Austro-Húngaro, o inventor de origem judia Siegfried Marcus desenvolveu um motor a gasolina que aplicou em uma carroça em 1870.
Contudo, o veículo era muito primitivo. Não havia transmissão, freio ou direção. A força do propulsor era transmitida diretamente às rodas. Logo, sua viabilidade era impossível.
Mas em 1889, Marcus construiu seu segundo protótipo, bem mais evoluído. Esse automóvel tinha até volante com coluna de direção. Entretanto, nunca chegou a ser produzido. Uma réplica do veículo foi construída em 1950 e está em exposição no Museu Técnico de Viena.
 

creditos para O Estadao / Jornal da tarde


Apoiadores do CAAS
  • CONCEPT CORRETORA DE SEGUROS
  • CACHALOTE
  • ADVANCE
  • PROLIMP PRODUTOS DE LIMPEZA
  • FBVA
CAAS (Clube de Automóveis Antigos de Santos) - todos os direitos reservados Desenvolvido por Triares (abre nova página)